Página inicial
Sobre o projeto
Notícias médicas
Para autores
Livros licenciados sobre medicina
<< Anterior Próximo >>

Refeições de baixa caloria (1800-2000 calorias)


Uma dieta com conteúdo calórico reduzido (1800-2000 calorias) é recomendada para pacientes com diabetes mellitus, com excesso de peso excedendo o normal em 29-49%. Calorias diárias neste

o caso também é limitado, mas sem violar a proporção dos principais ingredientes alimentares - proteínas, gorduras e carboidratos.
PRODUTO CONFIGURADO POR DIA
Pão preto 150 g.
Batata 70 g
Legumes (exceto batatas) 550 g.
Grumos de trigo sarraceno 50 g.
Carne (bovino da categoria II) 110 g.
Ovo 2 peças.
Queijo cottage sem gordura 100 g.
Leite 550 g.
Kefir 220 g.
Creme de leite 10 g.
Manteiga 10 g
Óleo vegetal 2 g.
Farinha 5 g.
Molho de tomate 5 g.

Maçãs 220 g.


Xilitol DA
AMOSTRA SEMANAL SEGUNDA SEGUNDA
Primeiro café da manhã: tomate, queijo cottage com baixo teor de gordura, chá com leite e xilitol.
Segundo café da manhã: mingau de trigo sarraceno viscoso, leite.
Almoço: picles com carne e creme de leite, carne cozida ou cozida, suco de tomate.
Lanche: maçãs.
Jantar: salada de chucrute com beterraba, omelete protéico, chá com leite.
À noite: kefir.
TERÇA-FEIRA
Primeiro café da manhã: cenoura ralada, suflê de coalhada
queijo cottage sem gordura, chá com xilitol.
Segundo café da manhã: mingau de ervilha, leite.
Almoço: sopa de cevada com caldo de galinha, frango frito, purê de cenoura, suco de tomate.
Lanche: maçãs.
Jantar: salada de chucrute com beterraba, peixe cozido.

À noite: kefir.

QUARTA-FEIRA
Primeiro café da manhã: salada de repolho, 1 ovo, café com leite.
Segundo café da manhã: mingau de cevada com leite pérola, leite.

Almoço: sopa de repolho em caldo de carne, carne cozida, mingau de trigo sarraceno com manteiga.
Lanche: maçãs.
Jantar: coalhada em negrito.
À noite: kefir.
QUINTA-FEIRA
Primeiro café da manhã: tomate, queijo cottage sem gordura, café com leite.
Segundo café da manhã: mingau de aveia com leite, leite.
Almoço: sopa de beterraba com carne e creme de leite, peixe com alfazema, salada de repolho fresco com óleo vegetal, suco de tomate.
Lanche: maçãs.
Jantar: caviar amador, costeletas de cenoura, chá com leite.
À noite: kefir.
SEXTA-FEIRA
Primeiro café da manhã: cheesecakes com queijo cottage com pouca gordura, chá com xilitol, cenoura ralada.


Segundo café da manhã: mingau de trigo sarraceno, leite.
Almoço: sopa de ervilha, carne cozida, couve cozida, suco
tomate.
Lanche: maçãs.
Jantar: salada de chucrute com beterraba, omelete protéico, chá com leite.
À noite: kefir.
SÁBADO
Primeiro café da manhã: 1 ovo, salada de chucrute, café com leite.
Segundo café da manhã: mingau de cevada com leite pérola, leite.
Almoço: sopa de legumes, bolo de carne cozido no vapor, cenoura cozida, suco de tomate.
Lanche: maçãs.
Jantar: queijo cottage sem gordura, tomate, chá com leite.
À noite: kefir.
DOMINGO
Primeiro café da manhã: omelete protéico, tomate, café com leite.

Segundo café da manhã: mingau de aveia com leite, leite.

Almoço: sopa de beterraba em caldo de carne, costeletas de carne no vapor, repolho
suco de tomate cozido.

Lanche: maçãs.
Jantar: queijo cottage com 9% de gordura, cenoura ralada, chá.
À noite: kefir.
<< Anterior Próximo >>
= Ir para o conteúdo do livro =

Refeições de baixa caloria (1800-2000 calorias)

  1. Nutrição para pacientes com diabetes com sobrepeso leve. Caloria reduzida para 1800-2000 calorias
    PRODUTO PARA O DIA Pão branco 150 g Batata 250 g Legumes (exceto batatas) 50 g Sêmola 50 g Arroz ou trigo sarraceno 50 g Carne ou peixe 120 g Ovo 2 peças. Leite 0,5 l. Kefir 200 g Manteiga 20 g Maçãs 200 g Farinha 5 g Xilitol 30 g Chá 1 g Creme de leite 15 g MENU DE AMOSTRA SEMANAL SEGUNDA-FEIRA Café da manhã: ovos mexidos, chá com xilitol. Segundo café da manhã:
  2. Refeições de baixa caloria (900-1000 calorias)
    A nutrição com teor calórico reduzido é recomendada para pacientes com diabetes mellitus, com um peso corporal aumentado acima do normal em 60-100% (grau de obesidade III-IV). A principal coisa nesta dieta é uma diminuição nas calorias diárias para 900-1000 calorias devido a uma diminuição substancial na quantidade de gordura na dieta e um aumento na proteína. Recomenda-se incluir mais vegetais no menu, especialmente repolho,
  3. Dieta rica em calorias (3500-3600 calorias)
    Uma dieta rica em calorias é recomendada para pacientes exaustos e debilitados. PRODUTO PARA O DIA Pão preto 500 g Batata 450 g Legumes (exceto batatas). Trigo sarraceno, aveia, cevadinha 70 g Carne bovina II categoria 220 g ou Galinhas II categoria 220 g Salsicha cozida variedades de baixo teor de gordura 60 g Ovos 1 peça. Queijo cottage sem gordura 200 g Queijo russo 50 g Leite 400 g.
  4. Nutrição com um teor calórico médio (2500-2600 kcal)
    A nutrição com um teor calórico médio é recomendada para pacientes com peso normal durante o trabalho moderado. A maioria dos pacientes com diabetes precisa receber essa nutrição específica em combinação com medicamentos para baixar o açúcar e insulina. PRODUTO PARA O DIA Pão preto 300 g Batata 140 g Legumes (exceto batatas) 784 g Trigo sarraceno, aveia, cevadinha 50-55 g Carne (carne II
  5. Nutrição para gastrite com baixa acidez (gastrite hipoácido)
    Com uma diminuição da acidez, ou seja, com secreção insuficiente de suco gástrico, a nutrição clínica tem os seguintes objetivos: 1. Poupar o órgão doente; 2. Estimule a produção ativa de suco gástrico. Em conexão com uma diminuição na quantidade de ácido clorídrico no estômago, a capacidade de excreção do órgão doente com alimentos cozidos deve ser aumentada para melhorar a digestão de proteínas. Great value
  6. Nutrição para pacientes com diabetes mellitus de forma leve e com peso normal, recebendo agentes hipoglicêmicos - 2500 calorias
    PRODUTO PARA O DIA Pão branco 300 g Legumes (exceto batatas) 150 g Batatas 500 g Sêmola 50 g Arroz ou trigo sarraceno. Carne ou peixe 120 g Ovo 3 pedaços. Leite 500 g Kefir ou iogurte 200 g Manteiga 20 g Maçãs 400 g Xilitol 30 g MENU DE AMOSTRA SEMANAL SEGUNDA-FEIRA Café da manhã: ovos mexidos, chá com xilitol. Segundo café da manhã: mingau de arroz. Almoço: sopa
  7. Calorias em Calorias
    Por que ainda não é possível perder peso para todos? Já enfatizamos que a razão disso está em idéias errôneas ou imprecisas sobre metabolismo, sobre os mecanismos de acumulação e consumo de reservas de gordura. Os erros geram dúvidas, e as dúvidas nos forçam a parar na indecisão. E um desses equívocos muito comuns é pensar que, quanto mais satisfatório é um produto, mais
  8. Nutrição para pacientes com diabetes mellitus leve com doenças do fígado e vesícula biliar com peso corporal normal, recebendo medicamentos para baixar o açúcar (dieta para 2500 calorias)
    PRODUTO PARA O DIA Pão preto 300 g Batata 100 g Legumes 800 g Trigo sarraceno, aveia ou cevadinha 50 g Carne (categoria II de carne ou frango) 160 g Caldo de carne 300 g Clara de ovo 2 peças. Queijo cottage sem gordura 200 g Leite 500 g Kefir ou iogurte 200 g Manteiga 25 g Óleo vegetal 25 g Salsicha diet 50 g Açúcar 20 g EXEMPLOS DIA DO MENU
  9. Edward Morgan Jr., Magid S. Michael. Anestesiologia: Livro 2 - Por. do inglês - M.-SPb.: Editorial da Editora BRSHOM-Nevsky Dialect, 2000. 366 p., III., 2000
    O livro discute a base fisiológica da anestesia em pacientes com doenças concomitantes do sistema cardiovascular, sistema respiratório, distúrbios nervosos e mentais, equilíbrio prejudicado de eletrólitos de água e estado ácido-base. Em capítulos separados, métodos para manejo anestésico nos períodos pré, intra e pós-operatório com
  10. Primeiro dia Estudamos o conteúdo calórico dos produtos e o ABC da perda de peso
    A senhora entra na loja: - Pese-me 999 gramas de salsicha. Vendedora: - Bem, talvez você tenha um quilograma? - O que eu devo comer demais, ou o quê ?! A razão fisiológica mais óbvia para o acúmulo de quilos extras é o excesso de quantidade de energia que entra no corpo, juntamente com a comida, sobre seus custos. A energia dos alimentos é medida em quilocalorias. Digamos que uma pessoa
  11. Fale sobre calorias.
    Hoje, a maioria das pessoas que perdem peso calcula cuidadosamente o conteúdo calórico dos alimentos ingeridos, mas o faz em vão, porque o conteúdo calórico dos alimentos consumidos em geral não afeta nada. Surpreso? Não se trata da quantidade de alimento em si, mas de sua composição qualitativa, nas proporções de proteínas, gorduras e carboidratos. Principalmente carboidratos. São eles, entrando no corpo, que são convertidos em glicose, que, por um
  12. Medicina veterinária durante a formação de relações pré-capitalistas na Rússia (1800 - 1860)
    Esse período foi caracterizado pelo surgimento da medicina veterinária como ciência, cujo enorme problema continuou sendo doenças animais em massa. Muitos veterinários abordaram sua compreensão científica, mas o problema continuou a ser muito difícil, não apenas para a saúde dos animais, mas também para as pessoas. Em 1803, o Ministro do Interior Kochubey convidou Alexandre, o Primeiro, a abrir
  13. Viabilidade reduzida de animais jovens
    A causa desta doença pode ser a má qualidade dos filhotes selecionados, resultado da inferioridade dos ovos para incubação. A alimentação desequilibrada do rebanho parental produz ovos com deficiência de vitaminas, aminoácidos e outros nutrientes. É possível uma má qualidade dos animais jovens com o armazenamento a longo prazo de ovos para incubação antes da postura, especialmente em
  14. Calorias
    O valor dos produtos continua a ser medido em calorias. Caloria é a mesma unidade de medida que uma polegada ou um metro. Uma pequena caloria é a quantidade de calor necessária para elevar a temperatura de um grama (20 gotas) de água em um grau. Uma grande caloria é a quantidade de calor necessária para aquecer 1 kg de água por grau Celsius. Calor e energia são considerados equivalentes e
Portal médico "MedguideBook" © 2014-2019
info@medicine-guidebook.com