Página inicial
Sobre o projeto
Notícias médicas
Para autores
Livros licenciados sobre medicina
<< Anterior Próximo >>

CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO

A relevância do estudo do problema da adaptação é notada por vários cientistas nacionais e estrangeiros. O amplo interesse no problema da adaptação humana nos permite falar não apenas sobre a versatilidade, universalidade da classe de fenômenos adaptativos, mas também sobre diferenças significativas nas abordagens metodológicas e metodológicas na determinação de sua essência, na interpretação do próprio conceito de “adaptação”. Isso, antes de tudo, explica a diferença entre os objetos de pesquisa, ou seja, as propriedades, lados, relações e processos que se distinguem de um objeto comum (neste caso, relações humanas e humanas), durante seu estudo do ponto de vista de várias ciências.

A adaptação como processo é uma unidade dialética das principais tendências opostas: à autopreservação e ao autodesenvolvimento, onde a primeira, buscando a estabilidade e o equilíbrio por meio da adaptação, tenta levar o estado da pessoa à estabilidade e à imutabilidade, e a segunda o encoraja a ser ativo, procurando novas tarefas e maneiras desenvolvimento. A interdependência dessas tendências é óbvia, pois a primeira corrige maneiras eficazes e valiosas de resolver problemas comportamentais que surgem durante o autodesenvolvimento, criando condições ideais para outra tendência - autodesenvolvimento, mudando ativamente de dentro para fora.

Dessa forma, para construir uma estratégia ideal para o comportamento adaptativo, é necessário, por um lado, reconhecer e analisar a situação atual e a perspectiva da atividade e, por outro lado, mostrar capacidades regulatórias para o problema urgente da atividade adaptativa. A estratégia como um sistema de decisões em larga escala e áreas de atividade planejadas, cuja implementação consistente é projetada para atingir de forma mais ou menos satisfatória os principais objetivos que o sujeito se estabelece.

O estudo da adaptação mental requer consideração de suas funções no processo geral de adaptação. Como qualquer adaptação é um processo de construção de relacionamentos ideais entre o corpo e o meio ambiente, determinar o valor da adaptação mental envolve responder a perguntas sobre quais relacionamentos entre uma pessoa e o ambiente dependem principalmente da adaptação mental e como as mudanças na adaptação mental afetam os sistemas homeostáticos do corpo.

Portanto, com base nas disposições da A.N. Leontiev, K.A. Abulkhanova-Slavskaya, V.N. Myasishcheva A.V. Petrovsky e outros sobre a atividade da personalidade, P.A. Proetskiy, V.A. Slastenin, G.I. Tsaregorodtsev considera a atividade como um interno, inerente ao processo de início da adaptação.

O comportamento adaptativo como um envolvimento psicologicamente ativo de uma pessoa em um ambiente social e profissional ocorre quando esse ambiente se torna uma esfera de realização de planos de vida, necessidades e aspirações de uma pessoa, e um indivíduo se abre e se desenvolve em uma comunidade como pessoa e como indivíduo.

O processo de adaptação efetiva consiste na construção de um sistema perfeito para o sujeito entrar em novas condições de auto-realização e autodesenvolvimento, com alta probabilidade de autoconstrução especificamente relevante das habilidades e recursos individuais do sujeito dessas mudanças e possíveis escolhas. A realização deste último, por sua vez, é determinada pelas características individuais do funcionamento das esferas cognitiva, emocional-volitiva e moral da personalidade.

Assim, “Adaptação é o processo de desenvolver, na medida do possível, o modo ideal de funcionamento intencional da personalidade, ou seja, trazendo-o nas condições específicas de tempo e lugar para um estado em que toda a energia, todas as forças físicas e espirituais de uma pessoa são dirigidas e gastas no cumprimento de suas tarefas básicas. Esse estado é alcançado transformando as condições externas da vida, experimentadas como novas, em "condições próprias" incomuns; como resultado da adaptação, uma pessoa age naturalmente, naturalmente. ”

Entrando na vida pós-exército, ex-militares já têm alguma experiência em estabelecer relacionamentos na equipe, um sistema de orientações e atitudes de valor em relação a atividades socialmente úteis e às pessoas ao seu redor. De acordo com A.S. Stradanchenkova, uma pessoa com orientações de valor positivas será capaz de se adaptar mais rapidamente em um microambiente civil do que uma pessoa com uma orientação negativa, porque o último não coincide com o impulso geral do desenvolvimento da sociedade. A coincidência (ou incompatibilidade) das orientações de valor, necessidades, motivos do grupo social e da personalidade incluída nele é a base de sua interação adaptativa: adaptação bem-sucedida ou, inversamente, má adaptação.

Um soldado recorre ao apoio psicológico e pedagógico como resultado da escolha de uma estratégia de ação e comportamento em uma situação de crise, que prevê o preenchimento do déficit de competência social. Mas existem outras estratégias comportamentais que você precisa conhecer para “se mover”, ajudar militares que se encontram em uma situação problemática, superar barreiras que impedem a eleição de uma “estratégia de treinamento”. Para isso, os psicólogos envolvidos no treinamento social dos que foram dispensados ​​da reserva devem ter uma idéia dos procedimentos de escolha estratégica, bem como as principais etapas do desenho de estratégias para o comportamento humano em uma situação de crise (criar novos estilos de vida - repensar a vida - reavaliar os valores da vida antiga).

Como nunca antes as máximas de Sócrates se tornaram relevantes: "todo o mal está na ignorância", "conheça a si mesmo". Conhecer a si mesmo, descobrir seu potencial, pode ser a chave para resolver não apenas o problema da adaptação, mas também o determinante da auto-realização criativa e espiritual

Uma abordagem abrangente para o estudo do potencial do indivíduo, em nosso entender, inevitavelmente leva à necessidade de atingir o nível do paradigma científico não apenas da psicologia, como um ramo da ciência, mas da ciência como um todo, como um sistema de aquisição e processamento de conhecimento. No sentido mais geral, em um estudo interdisciplinar do homem hoje, estamos falando sobre o desenvolvimento de um conceito de potencial humano. Os problemas de revelar o potencial humano na corrente principal da teoria da auto-atualização são amplamente divulgados nos trabalhos de A.G. Asmolova, P.I. Pidkasisty, V.I. Slobodchikova, A.G. Maklakova.

No segundo capítulo, caracterizando o contingente de militares, deve-se notar que 214 pessoas participaram do estudo. Os sujeitos incluíam militares que se preparavam para serem demitidos e transferidos para a reserva, membros de suas famílias, pessoal de comando e pessoal de unidades militares, funcionários de agências territoriais de assistência social e centros de emprego, chefes de organizações veteranas e professores universitários.

Fig. 1

O contingente de pessoas demitidas das Forças Armadas

.

A base conceitual para resolver os problemas da preparação psicológica de militares que estão sendo demitidos deve ser a teoria da adaptação.

O objetivo da pesquisa empírica é avaliar a influência de fatores do ambiente sociocultural no potencial adaptativo do pessoal militar. O potencial de adaptação pode servir como critério para a eficácia da adaptação - uma característica integrativa que reflete adequadamente o processo de adaptação sócio-psicológica do pessoal militar.

Por sua vez, o potencial adaptativo depende de vários fatores no ambiente social. Os métodos de estatística matemática permitem que você responda à pergunta - até que ponto. Uma das condições do método científico é a verificação empírica obrigatória de idéias. Isso significa que, através de observação cuidadosa ou experimentação, fatos exatos ou a relação entre as variáveis ​​são estabelecidos.

No nosso caso, o método mais aceitável de correlação e análise fatorial. Para avaliar o grau de influência de fatores do ambiente sociocultural no potencial adaptativo pessoal do contingente de militares, é proposto um método para a realização de uma pesquisa de questionário com subsequente análise estatística dos resultados. O kit de ferramentas de pesquisa (questionário) foi especialmente desenvolvido levando em consideração as especificidades da faixa etária estudada da sociedade e inclui as características das principais esferas da vida: fatores sociais e econômicos, trabalho, vida, família, lazer, etc. Os itens do questionário são apresentados na forma de perguntas fechadas para a conveniência de processar os resultados usando um computador. Dois questionários sugeriram 56 questões que podem ser representadas por fatores de 3 níveis, de acordo com o modelo multinível proposto de megafatores socioculturais.

Uma amostra representativa é representada por um contingente do regimento de aviação de transporte. Os testes foram realizados de acordo com a metodologia do teste de “Adaptabilidade” da MLO, que revelou a importância do potencial adaptativo pessoal para cada soldado, e uma análise de correlação para determinar os coeficientes de correlação de fatores do ambiente sociocultural e potencial adaptativo.

Como resultado, recebemos o potencial adaptativo mais significativo, mas não afetando significativamente, os seguintes fatores: 1) padrão de vida em geral; 2) inclusão na vida pública; 3) condições de vida; 4) bem-estar nas relações familiares; 5) a possibilidade de crescimento pessoal; 6) legalidade.

Tendo classificado os fatores do ambiente sociocultural por níveis de significância e dividido todos os 56 fatores nos 6 principais grupos, os fatores de primeiro nível - sociais e econômicos - obtiveram a correlação máxima.
Em segundo lugar, vida pessoal e condições de trabalho, e em terceiro - condições de vida e relações sociais.

Fig. 2 -

O valor do coeficiente de correlação do LAP geral com o índice do questionário "Análise"



Fig. 3 - O valor do coeficiente de correlação do LAP geral com o índice do questionário “Significância”

Social - r = 0,316 Condições de trabalho - r = 0,087

Vida pessoal - r = 0,116 Relações gerais - r = 0,083

Economia - r = 0,167 Condições de vida - r = 0,055

Assim, a análise de correlação não revelou os fatores dominantes do ambiente sociocultural que têm um impacto significativo no potencial adaptativo.

O próximo passo da "compressão" das informações ou uma descrição compacta dos fenômenos em estudo na presença de muitas variáveis ​​é um procedimento de análise fatorial. Na pesquisa psicológica, o objetivo da análise fatorial é encontrar vários fatores fundamentais que explicariam a maior parte da variação em um grupo de estimativas para várias variáveis. Nos questionários submetidos para análise, existem 56 variáveis, portanto, para elas, a tarefa da análise fatorial é encontrar a matriz de cargas fatoriais ou correlações entre fatores. Existem vários procedimentos de análise fatorial, mas todos envolvem dois estágios: 1) fatoração da matriz de correlação para obter a matriz fatorial inicial; 2) rotação da matriz fatorial para detectar a configuração mais simples das cargas fatoriais.

O estágio de fatoração neste processo é projetado para determinar o número de fatores necessários para explicar as relações entre diferentes variáveis. A rotação de fatores os torna mais compreensíveis, interpretáveis.

Um dos procedimentos de fatoração mais famosos é o método do eixo principal.

A análise fatorial confirma os dados obtidos como resultado da análise de correlação. O potencial adaptativo das forças armadas é influenciado, mas não significativamente, pelos seguintes fatores:

A próxima etapa do estudo é a coleta e análise de dados objetivos de entrevistados com alto, médio e baixo potencial pessoal. Analisando os processos e propriedades psicológicas, o nível educacional geral, a prática disciplinar e a determinação para atingir a meta e o processamento dos resultados usando o método gráfico, obtivemos dados semelhantes aos métodos de correlação e fator. O potencial adaptativo pessoal não depende de propriedades psicológicas, processos psicológicos, nível educacional e tipo de temperamento da personalidade.

Embora as teorias modernas da personalidade multifatorial reduzam a estrutura da personalidade a projeções dos mesmos fatores básicos - de natureza biológica e social, deve-se notar que encontramos uma fraca influência dos fatores ambientais no potencial adaptativo da personalidade.

Assim, pode-se afirmar que a análise de correlação realizada, a análise fatorial e a avaliação subjetiva do pessoal militar mostram que os fatores ambientais não afetam significativamente as capacidades adaptativas do indivíduo, o que, em nossa opinião, é explicado pela estabilidade das características pessoais do pessoal militar. Conseqüentemente, o foco de atenção no processo de treinamento psicológico do pessoal militar deve ser direcionado não à correção dos componentes do ambiente externo (isto é, não à criação de condições específicas com a ajuda de serviços sociais), mas diretamente à personalidade do militar, a fim de realizar um treinamento psicológico destinado a revelar a integridade interna. recurso de uma pessoa, para atualizar seu potencial adaptativo.

No terceiro capítulo, analisando o estado de desenvolvimento do problema de pesquisa e escolhendo as táticas de trabalho psicológico e pedagógico com militares, é necessário levar em consideração as seguintes contradições entre:

- toda a crescente tensão social, a alta intensidade de interações sociais, o número de situações de crise externa e interna (personalidade) vivenciadas por militares e o despreparo do indivíduo para sua resolução construtiva;

- o desafio das novas realidades socioeconômicas que se desenvolveram em nosso país e a falta de programas destinados a desenvolver o potencial do indivíduo;

- a necessidade de um número crescente de militares aposentados em treinamento psicológico, uma rede crescente de estruturas de reciclagem social e a falta de entendimento científico, fundamentos teóricos e metodológicos e apoio científico e metodológico para esse processo.

A idéia principal aqui é a seguinte: consideramos o treinamento psicológico um processo especialmente organizado para o pessoal militar adquirir conhecimentos, habilidades e habilidades necessárias para gerenciar o potencial adaptativo, cujo resultado é a disposição de agir ativamente em situações difíceis da vida.

Os programas de treinamento e treinamentos que já se tornaram tradicionais, como “Escolhendo uma profissão”, “Adquirindo competência social”, “Estruturas hierárquicas de experiência”, “Jogos de interpretação de papéis”, “Competência comunicativa”, “Treinamento motivacional” e outros, em nossa opinião, devem ser ajustados e fortalecer a ênfase no acesso à solução de novos problemas, em novos níveis de desenvolvimento da personalidade.

O processo de preparação psicológica nesse sentido não precisa ser contínuo, mas é organizado e implementado à medida que surgem as necessidades do pessoal militar para suprir o déficit de sua própria estabilidade psicológica ou em situações de crise, uma vez que as situações de crise de uma pessoa atualizam, em grande parte, suas necessidades de potencialização.

A metodologia proposta de preparação psicológica tem como objetivo melhorar o potencial humano e sua implementação no processo de auto-desenvolvimento e auto-atualização do indivíduo. No nível da intuição científica, não há dúvida de que, diferentemente dos sistemas físicos, a realização por uma pessoa de seu potencial em muitos casos não leva à sua diminuição e esgotamento, mas à criação de novas oportunidades para seu desenvolvimento e; tornando-se.

O treinamento psicológico do pessoal militar é um sistema de influências direcionadas que visam a formação e consolidação da prontidão e estabilidade psicológica entre os soldados, principalmente com base no aprimoramento pessoal e no desenvolvimento de qualidades profissionalmente importantes, adquirindo experiência em ações bem-sucedidas em condições extremas simuladas de um novo ambiente social. Ou seja, o fator de novidade às vezes desempenha um papel decisivo na manifestação de qualidades previamente formadas em uma pessoa, e a tarefa é fornecer e colocar o pessoal militar em tais condições no período de transição de adaptação em que as qualidades psicológicas necessárias são desenvolvidas. Se o gasto de forças físicas e mentais no curso da vida (o processo de adaptação) é tão natural quanto brincar ou descansar, você precisa aprender a prever, controlar e gerenciar seu potencial pessoal.

A preparação psicológica proposta para consideração é baseada em princípios metodológicos conhecidos (abordagem humanística, holística, sinérgica e pré-condições), descritos em detalhes no texto da dissertação.

Juntamente com os princípios metodológicos gerais, é apropriado propor uma série de princípios aplicáveis ​​em uma área específica - este é o princípio da positividade, correlação, potencialidade e o princípio da multidimensionalidade da verdade.

A seguir, são divulgados o local, a função, o conteúdo e o algoritmo geral do treinamento psicológico realizado com o despedimento de militares.

В связи с постоянной вариативностью социокультурных факторов и сменой психоэмоциональных состояний личности процесс раскрытия адаптационного потенциала постоянно действует во времени и пространстве и может быть представлен в виде контура, основными элементами которого являются: когнитивный элемент, технологический элемент, информационный элемент, ресурсный элемент, ценностная компонента, организационный элемент, мотивационная компонента, инновационный элемент.
<< Anterior Próximo >>
= Ir para o conteúdo do livro =

ОСНОВНОЕ СОДЕРЖАНИЕ ДИССЕРТАЦИИ

  1. CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO
    Во введении раскрываются актуальность темы исследования, его цель, задачи, гипотеза, объект и предмет, методы и эмпирическая база исследования, теоретико-методологические основания, научная новизна, теоретическая и практическая значимость, представлены сведения об апробации и внедрении результатов исследования, сформулированы положения, выносимые на защиту. Главы первой части диссертации
  2. CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO
    Во введении обоснована актуальность выбранной проблемы, определена исходная исследовательская стратегия (цель, объект, предмет, гипотеза, задачи и методы исследования), показаны научная новизна, теоретическая и практическая значимость исследования, приведены данные об апробации и внедрении результатов, сформулированы основные положения, выносимые на
  3. CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO
    Во введении обосновывается актуальность исследования. определяются его цель, объект, предмет, задачи; формулируются гипотезы исследования, а также положения, выносимые на защиту; характеризуются научная новизна, теоретическое и практическое значение исследования и его
  4. CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO
    В современной науке отсутствует единое трактование сущности имиджа. В различных подходах имидж представляется как наглядное, зри-тельно выраженное явление (В.М. Шепель), акцентируется его символический характер и наличие нескольких субъектов (Е.Б. Перелыгина), отмечается влияние имиджа на поведение людей (О.А. Феофанов). В ряде случаев сущность имиджа сводится к мнению, представлению, установке
  5. CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO
    В плане научного изучения проблема субъектности человека стала особенно актуальной в последнее десятилетие и нашла свое отражение в ряде современных исследований (К.А.Абульханова, 1991, 2002; Л.И.Анцыферова, 2000; А.А.Бодалев, 1998; В.А. Бодров, 2001; А.В. Брушлинский, 1992, 2002; Е.Н.Волкова, 1998; Л.А. Головей, 1997; А.А.Деркач, 2001; А.Л. Журавлев, 2002; Д.Н.Завалишина, 2004; В.Т.Кудрявцев,
  6. CONTEÚDO BÁSICO DA DISSERTAÇÃO
    Во введении содержатся: актуальность, объект, предмет, цель, задачи и гипотезы диссертационной работы; дана характеристика обследованных групп, раскрыты теоретико-методологические основания диссертационного исследования, показаны научная новизна и практическая значимость, сформулированы положения, выносимые на защиту. Часть 1. «Теоретические основания исследования временной перспективы
  7. Основное содержание диссертации и результаты исследования автора
    Монографии 1. Вербина Г.Г. Эмоции и психическое здоровье предпринимателей. Чебоксары, 2002. 143 с. 2. Вербина Г.Г. Эмоциональный профиль личности руководителя. Чебоксары, 2004. 323 с. 3. Вербина Г.Г. Интеграция индивидного, психического и профессионального здоровья. Чебоксары, 2008. 245 с. 4. Вербина Г.Г. Акмеологическая концепция развития индивидного, психического и профессионального
  8. O conteúdo principal da dissertação está refletido nas seguintes publicações do autor.
    Монографии 1. Деркач А.А., Соловьев И.О., Асеев В.Г. Акмеологические основы оптимизации принятия экономических и управленческих решений. Воронеж: РАГС, 2000 - 4 п.л. 2. Соловьев И.О., Соловьева Н.В., Вишина Г.В. Музейная педагогика: традиционные и инновационные процессы. Воронеж: Научная книга, 2005 - 10,1 п.л. 3. Деркач А.А., Соловьев И.О. Акмеологическая среда развития
  9. Основное содержание диссертации и результаты исследования
    I. Монографии 1. Бусыгина И.С. Теоретико-методологические основы исследования психолого-акмеологических оснований корпоративной безопасности организации. Монография. – Екатеринбург: Изд-во «Литика», 2003 – 10 п.л. 2. Бусыгина И.С. Акмеологическая трактовка корпоративной безопасности организации. Екатеринбург: Изд-во «Литика», 2004 – 9 п.л. 3. Бусыгина И.С. Профессионализм как
  10. Основное содержание диссертации отражено в следующих публикациях
    Статьи, опубликованные в изданиях, рекомендованных ВАК МО и науки РФ: 1. Екимчик О.А.Психологические аспекты любви у взрослых людей // Вестник КГУ им. N.A. Некрасова. Серия «Педагогика, психология, социальная работа, ювенология, социокинетика». Т.3 №.2- 2009. - С. 176-180 . – 0,75 п.л. Другие статьи и тезисы: 2. Екимчик О.А. Гендерные аспекты романтической любви // Психология и практика:
  11. Основное содержание диссертации и результаты исследования автора
    Монографии 1. Плугина М.И. Гуманизация отношений в педагогическом коллективе как условие профессионального развития учителя // Психология и педагогика развития личности: Монография / С.В. Бобрышов, О.Г. Власова, И.Ф. Игропуло и д.р. – М.: Илекса, 2002. – 35,5п.л./1,4 п.л. 2. Плугина М.И. О стимулах и барьерах образовательной деятельности преподавателей высшей школы // Научные исследования:
  12. ПУБЛИКАЦИИ АВТОРА, В КОТОРЫХ ОТРАЖЕНО ОСНОВНОЕ СОДЕРЖАНИЕ ДИССЕРТАЦИИ
    Статьи и публикации в журналах по перечню ВАК России: 1. Белов, В.Г. Стереотипы функционирования психики и тенденции личностного развития воспитанников колонии для несовершеннолетних / В.Г. Белов // Вопр. психол. журн. – 2007, №1. – С. 117-125. 2. Белов, В.Г. Основные принципы и современные направления оценки делинквентного поведения у подростков / В.Г. Белов // Вестник Росс.
Portal médico "MedguideBook" © 2014-2019
info@medicine-guidebook.com