Патологическая анатомия / Педиатрия / Патологическая физиология / Оториноларингология / Организация системы здравоохранения / Онкология / Неврология и нейрохирургия / Наследственные, генные болезни / Кожные и венерические болезни / История медицины / Инфекционные заболевания / Иммунология и аллергология / Гематология / Валеология / Интенсивная терапия, анестезиология и реанимация, первая помощь / Гигиена и санэпидконтроль / Кардиология / Ветеринария / Вирусология / Внутренние болезни / Акушерство и гинекология Parasitologia médica / Anatomia patológica / Pediatria / Fisiologia patológica / Otorrinolaringologia / Organização de um sistema de saúde / Oncologia / Neurologia e neurocirurgia / Hereditária, doenças genéticas / Pele e doenças sexualmente transmissíveis / História médica / Doenças infecciosas / Imunologia e alergologia / Hematologia / Valeologia / Cuidados intensivos, anestesiologia e terapia intensiva, primeiros socorros / Higiene e controle sanitário e epidemiológico / Cardiologia / Medicina veterinária / Virologia / Medicina interna / Obstetrícia e ginecologia
Página inicial
Sobre o projeto
Notícias médicas
Para autores
Livros licenciados sobre medicina
Fisiologia patológica

FISIOLOGIA PATOLÓGICA

A.V. Pasechnik, E.G. Moiseeva, V.A. Frolov, G.A. Drozdova Inflamação e distúrbios metabólicos 2011
O tratamento de doenças periodontais inflamatórias reduz os níveis de fatores de risco cardiovascular, como proteína C-reativa e fibrinogênio, estabelecidos por cientistas americanos. Essa é outra evidência da relação entre doenças periodontais e doenças cardiovasculares. A proteína C reativa (PCR) e o fibrinogênio são proteínas da fase aguda e marcadores sistêmicos da inflamação.

Conforme declarado na 82ª sessão geral da Associação Internacional de Pesquisa Odontológica (Honolulu, Havaí, EUA), o tratamento complexo levou a uma diminuição significativa nas concentrações inicialmente elevadas de PCR (pelo menos 3 mg / l) e fibrinogênio (pelo menos 3 g / l). A concentração de PCR e fibrinogênio diminuiu 9 meses apenas com tratamento mecânico e 6 meses com a nomeação adicional de um medicamento antibacteriano (p <0,05).

Assim, em pacientes com níveis elevados de PCR, a remoção de bactérias da placa dental em combinação com antibioticoterapia local reduziu a concentração de PCR a números característicos de baixo risco cardiovascular.

Hoje, nós e muitos outros autores estamos desenvolvendo os efeitos da terapia complexa nos níveis de outros marcadores de inflamação - citocinas, incluindo efeitos nos parâmetros metabólicos pró-aterogênicos.

Para estudantes, residentes clínicos e estudantes de pós-graduação da Faculdade de Medicina, estudantes da área de "Odontologia", "Medicina Geral"
Manual metódico Hipóxia 2010
Definição, tipos de hipóxia. Etiologia e patogênese de vários tipos de hipóxia. Reações compensatórias-adaptativas. Violações das funções fisiológicas básicas e metabolismo. Mecanismos de necrobiose hipóxica. Disbarismo. Adaptação à hipóxia e desadaptação
Manual metódico Fisiologia patológica do sistema endócrino 2010
Características gerais do sistema endócrino. As principais manifestações da disfunção endócrina. Os principais fatores etiológicos e mecanismos patogenéticos do desenvolvimento da patologia endócrina. Violação dos mecanismos centrais de regulação de funções endócrinas (nível central de dano). Formas de regulação central das funções autonômicas. Processos patológicos na própria glândula. Mecanismos periféricos (extra-ferro) da disfunção hormonal. Endocrinopatias intra-uterinas. Mecanismos compensatórios. O papel dos distúrbios endócrinos na patogênese de doenças não endócrinas. Os princípios de tratamento e prevenção de distúrbios endócrinos.
Leonova E.V. Chanturia A.V. Wismont F.I. Fisiologia patológica do sistema sanguíneo 2009
O sangue é um sistema extremamente complexo, especialmente vital, que determina em grande parte a integridade do corpo. Para um médico de qualquer especialidade, é necessário o conhecimento dos conceitos básicos de hematologia. Os aspectos fisiopatológicos das doenças do sistema sanguíneo para o clínico são essenciais. Este problema é dedicado a este manual. Inclui informações modernas sobre hematopoiese, interrupção dos processos de eritro-, leuco-, trombocitopóese, sobre a patologia da hemostasia-anti-hemostase, sobre formas típicas e alterações reativas nos sistemas de glóbulos vermelhos, leucócitos, plaquetas, hemostasia-anti-hemostase, além de perguntas sobre etiologia, patogênese, alterações sangue com os tipos mais comuns de anemia, eritrocitose, leucemia, hemostasiopatia.

A conveniência de publicar este manual se deve ao rápido desenvolvimento da hematologia, enriquecendo-o com novas realizações e idéias que não foram adequadamente refletidas na literatura educacional, a necessidade de apresentá-las de forma acessível aos alunos.

O objetivo das aulas é estudar as causas e mecanismos de distúrbios nos processos de eritro-, leuco-, trombocitopoiese, hemostasia, anti-hemostasia; alterações típicas nas células sanguíneas, etiologia, patogênese de vários tipos de anemia, eritrocitose, leucemia, hemostasiopatia; mudanças na imagem do sangue.

Objetivos das aulas - o aluno deve: .......
Manual metódico Patologia da respiração externa 2009
Regulação da respiração. Violação das funções do centro respiratório. Formas de violação do CD. Comprometimento típico da função de troca gasosa dos pulmões. Violação da ventilação alveolar. Tipos de distúrbios de hipoventilação. Violações das relações ventilação-perfusão. Violação da capacidade de difusão dos pulmões. Tipos patológicos de respiração. Tipos terminais de respiração. Respiração dissociada. Falta de ar. Etiologia, patogênese, conseqüências da tosse. Insuficiência de respiração externa.
Yu.I. Kosyuga, V.A. Lyalyaev, O.N. Shevantaeva Febre e hipertermia 2009
Diretrizes para o trabalho independente de alunos da Faculdade de Educação Superior (ensino a distância)

Febre e hipertermia. Etiologia de uma febre. A patogênese da febre. Estágios da febre. Classificações de febre. O valor das curvas de temperatura durante a febre. Alterações nos órgãos e sistemas com febre. O significado da febre. Hipertermia. Classificação. Diferenças de febre. Hipertermia endógena. Hipertermia exógena. Perguntas para o autocontrole do conhecimento sobre o tema "Febre e hipertermia"
Guia de estudo Fisiopatologia dos rins 2008
O “Livro Didático” apresenta em detalhes o bloco teórico de informações, que define o material fundamental sobre a fisiopatologia dos rins, bem como as tarefas de teste com respostas padrão para elas e as tarefas situacionais. Os materiais são destinados a estudantes de institutos médicos e universidades de perfil biomédico, podem ser úteis para residentes, estudantes de pós-graduação, subordinados e nefrologistas, inclusive para auto-monitoramento.
Guia de estudo Processos patológicos típicos. Fisiopatologia do metabolismo. 2008
O manual contém material educacional sobre a seção mais importante - fisiopatologia do metabolismo da disciplina curricular "Fisiopatologia". No processo de aprendizagem, os alunos se deparam com a necessidade de integrar o conhecimento adquirido no estudo do metabolismo nas disciplinas acadêmicas em bioquímica, fisiologia, anatomia patológica, fisiopatologia e no desenvolvimento de habilidades de pensamento clínico aplicadas. O objetivo deste manual de treinamento é ensinar ao aluno a compreensão clínica e fisiopatológica do conhecimento adquirido durante o estudo desta seção de patologia para seu uso posterior nas disciplinas clínicas. No processo de trabalho independente, os alunos têm a oportunidade de se familiarizar com o material generalizado dos livros didáticos, informações detalhadas de fontes adicionais. Para facilitar o desenvolvimento desse conhecimento, são fornecidos algoritmos de causas, mecanismos e manifestações de distúrbios metabólicos na forma de tabelas e diagramas. No exemplo de tarefas de teste, você pode analisar e consolidar as informações recebidas. As tarefas situacionais nos permitem desenvolver o pensamento clínico e fisiopatológico e as habilidades de diagnóstico diferencial. O manual é destinado a estudantes de universidades médicas, pode ser útil para estagiários, residentes clínicos, estudantes de pós-graduação e profissionais.
Manual metódico Patologia da cavidade oral 2007
Patologia da cavidade oral. Características gerais. Doenças inflamatórias da mucosa oral. Doenças dos órgãos da cavidade oral. Doenças dos dentes. Doenças inflamatórias do aparelho maxilofacial. Características de sua ocorrência e curso. O papel da hipóxia local na patogênese das lesões inflamatórias e distróficas dos tecidos da região maxilofacial. Malformações do aparelho maxilofacial. O papel dos fatores genéticos no seu desenvolvimento. Tumores da cavidade oral. Patologia da cavidade oral e distúrbios digestivos. Digestão na cavidade oral. O papel dos distúrbios da dentição nos distúrbios do trato gastrointestinal. O papel dos processos inflamatórios crônicos na cavidade oral na formação da reatividade imunológica patológica. As principais manifestações da patologia do sangue na cavidade oral. As principais manifestações na cavidade oral da insuficiência crônica do sistema cardiovascular. As principais manifestações na cavidade oral da patologia do fígado e trato gastrointestinal. As principais manifestações na cavidade oral da patologia dos rins, o aparelho insular. A relação de distúrbios respiratórios externos e patologia do tecido oral. As principais manifestações na cavidade oral de distúrbios do metabolismo fósforo-cálcio. O papel dos distúrbios hormonais na formação da patologia do aparelho dentofacial, suas manifestações na cavidade oral. As principais manifestações na cavidade oral da intoxicação crônica com metais pesados.
Manual metódico Banco de tarefas situacionais 2007
Instituição educacional estadual de ensino superior "Academia Estadual de Medicina de Krasnoyarsk da Agência Federal de Assistência à Saúde e Desenvolvimento Social" (GOU VPO KrasGMA Roszdrav). Faculdade de Medicina. 3 curso.
1 2
Portal médico "MedguideBook" © 2014-2019
info@medicine-guidebook.com